Programar é como… dançar

Há um tempo eu li uma post da Alina Rainsford sobre a experiência dela com o balé e a programação. Achei tão legal que resolvi compartilhar aqui. Olha que incrível esse sentimento que ela fala:

You have to do a ballet step a thousand times before your muscles have really learned it. Learning to code is like brain muscle memory.

Eu faço Pole Dance, para quem não sabe ainda, e mês que vem completo 2 anos. Passou muito rápido e lembro até hoje do primeiro dia, da música que a professora usou para passar uma coreografia e claro, do sentimento que me acompanha até hoje: não existe nenhum movimento que eu não possa fazer, o que eu preciso é de treino e persistência .

Como tudo que começamos a fazer, nosso corpo estranha, mas ele se acostuma. Você é quem define os limites dele. Já viu aquela frase do Aristóteles (ou não) de que o que te torna excelente são seus hábitos? Dançar é a prova viva disso.

 

A vida de toda dançarina xD

O seu corpo aprende a reagir ao novo e você se torna cada vez mais confiante e capaz de vencer os desafios. Alguns movimentos você pega de primeira, outros você demora um tempo e isso é normal. Ninguém aprende no mesmo ritmo, por isso, você aprende a ouvir seu corpo e respeitar os sinais dele. A melhor sensação é a de conseguir, principalmente aqueles que demoraram a sair!

Estudar Computação está sendo uma experiência semelhante para mim e todo dia é um desafio. Eu entendo meus limites, mas não me contento com o mínimo. Tenho meu tempo para aprender e estou aprendendo a respeitar isso. Eu posso não saber muito ainda, mas estou trabalhando nisso. Meus amigos, professores, tutores e tudo mais, serão cruciais nesse processo infinito, o que torna a caminhada mais divertida e desafiadora.

Nunca esqueça que pedir ajuda é essencial. Quem nunca precisou de uma mãozinha para resolver um problema, né? 🙂

 

Quando eu quero conquistar algo, sei que o primeiro passo é imaginar, depois trabalhar até conseguir. Sabe como é, eu tenho síndrome de Beyoncé:

I see it, I want it
I stunt, yellow-bone it
I dream it, I work hard
I grind ‘til I own it

Espero que vocês tenham curtido. Depois da semana de provas, estou de volta! E você, como se sente ao aprender a programar?