Manual de sobrevivência 2016.2

É com muita alegria que vos falo neste post, pois minha meta desse ano em relação à faculdade era passar em todas e consegui!!

ai que alegria e sufoco!

Foi muito puxado, pensei em desistir de uma matéria, maaaaas tem que perseverar e nunca desistir! Essa foi uma lição muito importante que aprendi esse ano e que repasso a quem tiver lendo esse post =D

Bom, aí vão os links que me ajudaram para sobreviver a este semestre, separados por disciplina (olha como sou legal xD):

Algoritmos II

Pois bem, esse semestre a matéria mais legal foi a de Algoritmos, onde estudamos recursão, algoritmos de ordenação, busca binária, análise de algoritmos e algumas estruturas de dados. Links super úteis:

Algorithms, Part I

Curso gratuito online, se joga!

Sorting Algorithms

Playlist muito didática para quem curte aprender por vídeos.

Data Structures

Idem.

Visualising data structures and algorithms through animation

Esse site é muito legal e foi meu amigo Márcio quem me mandou. Bem colorido e didático.

Dica que vale passar sem sufoco: às vezes você acha que entendeu, mas é só praticando que terá certeza e verá os pontos que não compreendeu, portanto, implemente os algoritmos antes das provas!

Cálculo I

Segunda matéria mais legal!! Cálculo é muito legal e vou deixar também alguns links de vídeos e sites que me ajudaram a compreender melhor os conteúdos: limites, derivadas e introdução ao cálculo integral.

LCM Aquino

Segunda vez que esse canal me ajuda, gosto das explicações dele, pois sempre mostra as provas dos teoremas, além de muitos exemplos.

Toda a Matemática

Esse canal também é muito legal e o professor sempre posta vídeos curiosos do mundo da Matemática.

Wolfram

Site para calcular tudo que você imaginar. Tem plano com desconto para estudante, onde você tem acesso à solução e pode verificar suas respostas (:

Organização e Arquitetura de Computadores

Consegui passar de boa, então você também consegue xD Aí vão os links:

Introdução a Arquitetura de Computadores

Livro muito bom e necessário para a matéria. Tem poucos conteúdos online que explicam tão bem quanto este livro e que seguem a mesma ementa do Senac (:

Memória Principal

Vídeo que me salvou na primeira prova =D

Projeto Integrador II – Jogo educacional 2D

Graças a meu professor, pude desenvolver o mesmo jogo do meu projeto de Iniciação Científica em Python. O link tá no meu github e vocês podem conferir o meu =D
Nesse PI não posso ajudar muito aqui, a não ser incentivar a criar um jogo que você goste muito da ideia (:

Álgebra Linear

Playlist salvadora

Khan Academy

É isso, espero que isso seja útil e até mais!

Você não precisa ser um gênio para cursar Exatas

Faz algum tempo que queria discutir esse assunto e recentemente me deparei com a matéria abaixo e me senti mais motivada para escrever. Durante muito tempo evitei entrar para a área de “Exatas” porque durante minha vida, encontrei pessoas extremamente arrogantes nessa área e acreditava ser um pré-requisito para entrar nesse mundo mágico de gênios. De forma alguma queria ficar no meio dessas pessoas.

Ainda bem que conheci pessoas maravilhosas que me mostraram haver uma luz no fim do túnel e hoje entendo o que acontece de fato. Não vou entrar na discussão sobre Humanas x Exatas porque não é o foco e acredito que isso não leva a lugar algum. No entanto, queria abordar mais o que significa ser cientista e como propiciar uma formação de profissionais voltada à resolução de problemas, não havendo espaço para ego nem show de talentos.

Hoje tenho vários amigos de Computação que fazem Pós-Graduação e me sinto motivada para seguir esse caminho também. No entanto, fico um pouco triste quando discutimos o lado não tão bonito dessa etapa acadêmica. A matéria da Carta Capital Precisamos falar sobre a vaidade na vida acadêmica resume bem esse problema nas universidades:

“A formação de um acadêmico passa por uma verdadeira batalha interna em que ele precisa ser um gênio. As consequências dessa postura podem ser trágicas, desdobrando-se em dois possíveis cenários igualmente predadores: a destruição do colega e a destruição de si próprio. […] Hoje, como professora, tenho preocupações mais sérias como estes alunos que acreditam que os colegas são brilhantes. Muitos deles desenvolvem depressão, acreditam em sua inferioridade, abandonam o curso e não é raro a tentativa de suicídio como resultado de um ego anulado e destruído em um ambiente de pressão, que deveria ser construtivo e não destrutivo. […] É preciso barrar imediatamente este sistema. A função da universidade não é anular egos, mas construí-los. ”

Além disso, o fato de que cada vez mais entram pessoas que já sabem programar nos cursos de Computação faz com que o nível de exigência aumente e apenas os experientes ou os gênios concluem os cursos. O problema é que quem entrou para aprender (o quê, aprender na universidade? que mundo você vive?) fica achando que não deve estar ali e bom, qual o significado mesmo de “universidade”?

Um outro problema que advém disso é a constante arrogância de quem já sabe. Seu coleguinha é gênio? Seu outr@ coleguinha sempre sabe de tudo? Toque aqui! Acontece que Exatas não é um caminho linear. Foi isso que mais adorei nessa matéria aqui Mathematicians are chronically lost and confused (and that’s how it’s supposed to be). Eles falam sobre o processo de aprender Matemática e a lindeza de ser humilde, além de ser absolutamente normal e humano não saber de tudo.

Não esqueça de nunca se desesperar xD

Esse post se trata mais de escrever sobre algo que me incomoda e de motivação para futuros cientistas. Se tem algo que aprendi nessa vida foi: não devo me comparar à ninguém. Meu caminho é único e sei das minhas qualidades e das minhas limitações. Mas, para não ficar só na discussão, aqui vai um post motivacional de pessoas fodonas da programação¹ (são essas pessoas que você deve seguir como inspiração). E lembre-se: os verdadeiros cientistas não têm muita certeza sobre muita coisa (:

¹ http://www.infoworld.com/article/3085150/application-development/dont-just-code-career-advice-from-the-programming-masters.html

 

Manual de sobrevivência do 1º semestre

Como eu transferi minha matrícula do tecnólogo para Computação, acabei aproveitando 4 disciplinas, por isso estava inscrita em Geometria Analítica, Introdução à Computação e Projeto Integrador I. Neste post vou falar um pouco de materiais e links para você se divertir (porque nem só de estudo vivemos!).

Geometria Analítica

Uma das matérias que mais me desesperei. Jurava que não ia passar, mas nada que sentar bunda e estudar pra valer não resolva. Eu não tive aulas de Geometria na escola, portanto, foi algo bem novo pra mim e tive muita dificuldade em entender os conceitos, ainda mais com essa abordagem super abstrata. Isso me deu até umas ideias para o Projeto Integrador do semestre q vem :), que será um jogo educacional usando a biblioteca Allegro, em C.

Quem me ajudou muito foram as aulas desse professor baiano que você pode ver no canal de GA. Ele segue a abordagem vetorial que a minha professora segue também. Esse material aqui aqui também ajudou muito! Quanto ao aprendizado, desculpa relembrar amiguinh@s, mas não existe segredo! É praticar muito e tentar sempre compreender o que acontece, tirando dúvidas e fazer exercícios extras, se possível.

Algoritmos e Programação I

O livro Elementos de Programação em C é gratuito para estudantes Senac e foi passado como leitura obrigatória. Para mim, C é algo bem diferente e desafiador, pois eu tive contato apenas com linguagens de alto nível (Ruby e Python <3). Também curti muito esse canal sobre Introdução à Programação em C e Ponteiros. Fizemos muitos exercícios do URI e esse foi o diferencial: é programando que se aprende a programar.

Pré-Cálculo

Eu estudei muito pelo canal do Grings e Khan Academy. Encontrei também este material aqui em inglês. Sem mistério também, tem que estudar e fazer as listas! (:

Introdução à Computação

Quando eu tiver muito dinheiro, vou doar para esse cara aqui, Titio Trevas. Também existem vários PDF’s disponíveis que apresentam mais a teoria. Pensa numa aula em que eu saía em entender nada do que o professor falava! Mas comecei a assistir os vídeos e fazer os exercícios que passei de boa. Não se desespere! É normal seu cérebro não entender tudo, ainda mais para quem não está acostumado a pensar como um computador. 

Projeto Integrador I

Esse eu comecei a ficar realmente preocupada. A proposta era fazer uma figura usando a biblioteca tikZ, em Latex. Foi bem difícil no começo, mas with a little help from my friends (aka Gabriel), deu tudo certo. O que me ajudou bastante foi começar a ligar os pontos usando um plano cartesiano. Eu fiz o relatório e vocês podem baixá-lo clicando aqui para saber mais. O resultado foi essa coisa fofa que vocês veem aí e minha inspiração foi essa animação da Chibird:

nhom nhom :3

PARTE 2

Pixar in a Box <333

pixar_in_A_box

O Khan Academy fez uma parceria muito legal com a Pixar: Pixar in a box! Eles mostram toda a Matemática e a prepração por trás ds animações. Estou fazendo e pretendo finalizar nas férias, para me divertir um pouco. Viu que fofo o monstrinho? 😀

How to Bake a Pi

Descobri essa professora de Matemática fenomenal e me apaixonei. Ela mostra como a Matemática está no nosso dia a dia e nem percebemos e o quanto perdemos por não ver isso. Ela tem um canal no Youtube e um livro que está na minha lista de compras! Eu adoro ver pessoas assim que tentam atrair as pessoas para Matemática, em vez de julgar quem não curte (ainda mais considerando o péssimo ensino que temos, né).

A complexidade sensível: um paralelo entre videogames e arte

Esse curso gratuito no Coursera é uma parceria com a Unicamp e discute jogos sob uma abordagem mais cultural. Achei bem legal, fica aí a dica para quem sempre algo a mais além do fato de jogar 🙂

Concluindo…

Este semestre foi bem intenso e algo que aprendi que fez toda a diferença foi entender a distribuir meu tempo de estudos de acordo com minhas necessidades. Isso é algo só você saberá, então não há fórmula mágica. Lembre-se de sempre respeitar seu ritmo de estudos e de pedir ajuda sempre que precisar (vou falar mais sobre isso em próximos posts, prometo). Isso não é fraqueza, é humano e pedindo ajuda você chega mais longe.

É isso, espero que curtam!

 

Dicas para ser um(a) bom(a) estudante de Computação

good
Como tudo na vida, sem esforço e dedicação não há muitos frutos, certo? Em Computação isso é um pouquinho mais rigoroso (e mais divertido). A seguir listei algumas dicas de como se tornar uma boa estudante/bom estudante. Reuni essas dicas a partir de conversas com amigos da área e procurando outros posts por aí. Preparados?!

Aprenda inglês

Se já sabe, procure por certificações.

Tenha uma rotina de estudos

É importante que seja a que você se sente melhor, sem neuras. Tenha um compromisso com seus estudos, assim como você tem com as outras coisas da sua vida. Procure sempre dar o melhor de si, mas sem exigir perfeição.

Não tenha medo de errar

Nunca.

Seja curiosa(o)

Precisa falar mais alguma coisa sobre esse tópico?

Seja autodidata

Isso não tem nada a ver com nunca pedir ajuda, mas ter a autonomia de buscar soluções por si mesma é primordial. Cá entre nós, essa é a parte mais legal de ser cientista! 🙂


Sempre busque por excelência

Procure coisas que vão te desafiar. Ande com quem você admira, treine sempre e tenha sempre foco. Parece bobeira, mas se você aplicar isso no seu dia a dia, fará toda a diferença.

Um passo de cada vez

Para quem está começando, ao olhar a grade curricular, parece que vai ser um caminho infinito. Dando um passo de cada vez, mas um passo bem sólido e fundamentado, a realização dos seus objetivos serão consequência de tudo isso.

Peça ajuda e ajude os outros

Se você, como eu, não é nenhum gênio (ou pelo menos não descobrimos ainda xD), frequentemente você vai ter dúvidas. Computação é algo totalmente novo para seu modo de pensar, por isso vai ser recorrente a sensação de estar perdida. Peça ajuda, tire dúvidas, confie em si mesma e siga em frente.

Lembre-se de porquê você começou

Quando se sentir desmotivada, lembre-se de porque começou (ou veja fotos do Pusheen e outros gatinhos xD). Tenha uma lista de coisas para fazer quando precisar se animar: frases, vídeos, fotos, etc., qualquer coisa que te inspire. É importante ouvir nosso corpo e descansar também.

Tenha paciência e acredite em você

E você, quais dicas teria para acrescentar?