Fui no Rails Girls, e agora?

Esse ano a edição do Rails Girls São Paulo aconteceu no fim de semana passado, nos dias 18 e 19 e foi no espaço roxinho da Nubank. Em 2015, eu fui como participante (você pode conferir minha experiência aqui neste post) e este fui como coach, uma promessa que tinha feito pra mim mesma. Foi uma experiência que acredito que todos devam passar, pois o pouco que sabemos (ou que achamos saber) pode ajudar alguém e mudar a vida de todos nesse processo.

Uma das coisas que mais me deixam feliz nesses projetos voltados a incentivar mulheres a programar é a temática dos projetos que as participantes sugerem. É incrível a quantidade de ideias e propostas que surgem da realidade das pessoas que não são representadas na tecnologia. Eu sempre acreditei no poder da tecnologia e do conhecimento para mudar a vida de muita gente e ver isso na prática me deu mais gás para seguir com os meus projetos e espero que você também 😀

Bom, a intenção deste post é dar uma sugestão de guia para quem quer continuar a programar com Ruby on Rails. Desde já, aviso que é bom você não perder contato com sua coach, pois as dúvidas surgirão e é fácil querer desistir diante de um problemão que não temos ideia de como resolver. Mas com paciência, você chega lá e é muito importante ter uma mentora no início, acredite em mim.

Minha dica é separar um horário por dia, como por exemplo, 30min por dia. Pode parecer pouco, mas não subestime suas escolhas do dia a dia e o impacto que isso traz daqui uns anos na sua vida, 🙂 O ideal é praticar todo dia, assim você relembra mais facilmente o que você fez e praticando diariamente você se compromete consigo mesma, que tal?

Os projetos que sugiro são:

1 – Agile Web Development with Rails

Livro muito bom (de graça!) que ensina a construir um e-commerce, usando metologias ágeis, testes e git :). Muito bom para dar continuidade ao que vocês aprenderam.

2 – The Odin Project

Conheci esse projeto uns dias atrás, é muito bom! E tem uma comunidade bem ativa também, portanto, dúvidas são comuns e você pode conhecer outras pessoas que estão aprendendo também. Já se inscreve e faça um pouquinho de cada vez.

3 – Code School

Esse site é pago, mas se você puder/quiser investir, recomendo. Alguns cursos sao gratuitos, mas a maioria é pago.

4 – RubyThursday

Site muito bom que conheci mês passado. Nas quintas você recebe uma newsletter com tutorias curtinhos, dicas e truques para quem está começando uma carreira de desenvolvodera Rails 🙂

Bom, não adianta nada encher aqui de links, no começo pode assustar, então, se quiser começar nessa ordem, acho uma boa. E sempre lembre que o Google e o StackOverflow serão suas melhores companhias a partir de agora. Só vá com calma, entenda que leva um tempinho até tudo começar a fazer sentido, mas se você gostou de programar, então tudo isso vai valer a pena e é um processo muito bacana. Espero vocês como coaches nas próximas edições, combinado?!

PS. Fui coach junto com a Débora (manja muito de Rails :P) e meu time foi o da Henritta Swan Leavitt (os nossos dos times eram de mulheres cientistas 😀 e tem uma fotinha desse time maravilhoso que tenho orgulho de dizer que fiz parte) e o nosso projeto foi o de listar centro de doações no Brasil, o Doe Felicidade. O código está no github, então, quem quiser contribuir, fique à vontade! É bem legal dar continuidade à ideia, pois você aprende, monta um portfólio e ajuda muita gente por aí <3

 

 

#VamosJuntas

What nobody tells you when you decide to learn how to code

If you decided to change your career to a technology related field, you probably faced some internal demons. And the first thing that I want to say to you right now is: it’s hard, but not impossible and it’s worth it. And you’re not alone! I was tired of reading only the good and fun and the unrealistic reality of learning to code, so I want to share my experience and hopefully help someone.

When I was first introduced to coding, I fell in love with programming. Since then, it’s been a roller coaster of feelings and motivation and this year I finally started to feel more confident about my choice.

I see some people saying that programming is super easy, that everybody can learn, etc. Sure, I do believe that everybody can learn, but if you don’t have the passion or the curiosity, I have to say that you will eventually feel like “oh, this is not for me”. And the worst, you will think that you are the problem… “if this was supposed to be easy and I can’t code, then the problem must be me, right?”

Wrong, so wrong! It is a process and there are some things you have to learn in order to survive this journey.

So here are some things that I have learned in the last 1 year doing Computer Science and how I am motivating myself to be a better developer while finishing my degree:

1 – It is hard

Even if you did not have a good education in science and mathematics, that should not stop you. It’s all about how bad you want it.

2 – You have to learn to be patient and resilient

The reality is that you won’t solve all the problems at first, but that is okay. Every time you overcome a challenge you become better and more confident. The point is: you have to learn how to learn and how to persist in face of the daily difficulties.

3 – Do a project that you love, yeah… but it’s not about the destination, it is about the journey

What about when you decide to develop something you love but you have no idea how to start? Search for good practices, good tutorials and ask for advice from someone you feel comfortable to ask. Sometimes you may find yourself struggling with something, but with a little help from your friends, you will get it and sometimes learn more than just how to solve that problem 🙂

4 – Do not ever compare yourself to others

I say this because my boyfriend has almost 8 years of experience in software development and I caught myself having high expectations although I am still learning to code! Frustration is not good, but if you learn from it, you will be okay. So, be careful when comparing yourself to others. Instead, try to learn from their experiences too.

5 – Have fun

Coding is one of my favorite things and sometimes I feel like I am missing this part because I am worrying too much about finishing the semester and doing other personal tasks. But, hey, focus on the present and be proud of yourself because you are investing in the most important thing in the world: your education. And nobody will stop you!

So, what are the others challenges that you faced when you changed your career? I would love to know more about other experiences and learn more. Cheers!