Como ter uma relação saudável com o seu dinheiro

Este é um post bem diferente, mas que queria compartilhar por aqui. De um ano pra cá, mudei muito como me relaciono com dinheiro e acredite, nunca é tarde! Quanto mais cedo você tomar consciência do que significa ter independência financeira, melhor para você. Se você quiser ler mais sobre isso, recomendo o conteúdo que o Leandro Ávila oferece gratuitamente no Clube dos poupadores.

A questão é que muitas das coisas que fazemos são feitas sem reflexão, apenas repetimos o que aprendemos culturalmente e dinheiro é uma questão cultural muito forte no Brasil. Um exemplo disso é que a maioria das pessoas acreditam que o dinheiro serve apenas para gastar! Pois bem, eu não sei em que mundo você vive, mas no meu mundo, dinheiro é poder e símbolo de independência financeira e se você não tiver controle nem consciência do que fazer com o seu dinheiro, as lojas irão fazer isso por você.

E acredito que você não queria depender de um governo corrupto para garantir que você terá uma aposentadoria, certo? \o/ Essa citação do Leandro Ávila é muito legal e te deixa bem pensativo:

Se existe uma coisa que devemos diminuir quando estamos falando de dinheiro, essa coisa se chama dependência. Quanto menos você depender financeiramente do Estado, instituições de previdência e até de amigos e parentes no futuro, melhor será para você. A dependência financeira nunca foi algo desejável. Busque mais liberdade. Quanto mais independência financeira, mais liberdade, mais possibilidades, menos problemas e mais tranquilidade. A independência financeira não é garantia de felicidade, mas ela ajuda nas áreas da sua vida onde o dinheiro tem utilidade.

E isso foi justamente o que me fez mudar de comportamento sobre dinheiro, principalmente quando pensei no quanto eu seria feliz se trabalhasse no que gosto e não porque tenho contas para pagar. Geralmente as pessoas entram na ‘Corrida dos Ratos’ e fazem contas sem nem perceber e aí vão gastando cada vez mais com coisas para fazê-las esquecer do trabalho! Louco, não?

A partir de agora, sempre que vou gastar com algo, faço muitas contas e decido o que é melhor, nada por impulso. Até porque geralmente o impulso de consumir vem de um problema interno relacionado à sua vida, então, muito cuidado ao consumir sem parar para pensar antes!

Então aqui vão algumas dicas para ter uma relação mais saudável com o dinheiro que passei a praticar e recomendo:

1 – Multiplique o valor daquilo que viocê quer adquirir por 2 ou 3 anos e veja o impacto na sua vida
2 – Sempre compre à vista (se você não tem o dinheiro para pagar, então não compre)
3 – Dedique um tempinho todo dia para ler sobre um investimento novo (recomendo Júlia Mendonça, Gustavo Cerbasi e Me poupe)
4 – Fale com seus amigos sobre finanças e discuta sobre isso sem vergonha ou medo

Depois que você começa a analisar essas coisas, você aprende a sair do automático e a dar mais valor às suas ações, ao seu trabalho e ao seu tempo. Maravilha, não? Tudo é questão de escolha.

Até a próxima!

Written By stefannibrasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *